Agosto terá “frio persistente” no estado de SP, apontam metereologistas

Publicado por departamento de Jornalismo Cruzeiro FM 92,3 em 02/08/2021

O mês de agosto começou temperaturas em elevação no estado de São Paulo, após a onda de frio intensa da semana passada.

Mas, quem não gosta muito deste tempo mais gelado não terá muito o que comemorar.

Por conta do avanço de massas de ar frio, agosto vai ser mais gelado do que o normal em todo o estado de São Paulo e os paulistas terão a sensação daquele “frio que não passa”.

Os metereologistas do Climatempo preveem a passagem de três frentes frias ao longo deste mês para a região Sudeste, com uma nova onda de frio no início da segunda quinzena de agosto, mas que não deve ser tão intensa quanto as registradas em julho, mas o frio vai ser mais duradouro.

No final da primeira semana, entre os dias 5 e 6, uma frente fria vai chegar o estado de São Paulo praticamente sem provocar chuva, mas com queda de temperatura. O frio não será duradouro e a temperatura logo começa a subir.

Na segunda semana do mês, outra frente fria vai passar pelo Sudeste. Esse sistema deve provocar chuva e queda de temperatura novamente entre São Paulo e Rio de Janeiro, levando chuva fraca a moderada às regiões mais litorâneas. Apesar disso, não se descarta a ocorrência de chuva moderada a forte de forma mais pontual.

Porém, dias antes da terceira frente fria as temperaturas se elevam bastante pelo estado e vai ser o período mais quente do mês com máximas perto dos 30°C em algumas cidades.

No início da segunda quinzena, entre os dias 17 e 18, a terceira frente fria deve chegar à região, dessa vez acompanhada de uma massa polar de forte intensidade, fazendo a temperatura cair de forma expressiva nos quatro estados. O frio será mais prolongado e a temperatura só volta a subir na última semana do mês.

Nos últimos dias de agosto, outra frente fria vai passar pelo Sudeste e a temperatura tende a cair
novamente.

Com informações do Climatempo

Comentários

Você está ouvindo

Cruzeiro FM 92,3 Mhz

A número 1 em jornalismo