Justiça pede prisão de Cristina Kirchner, ex-presidente argentina

Publicado por departamento de Jornalismo Cruzeiro FM 92,3 em 07/12/2017

Um juiz federal entrou com um pedido na manhã desta quinta-feira (7) pedindo a prisão da ex-presidente argentina Cristina Kirchner.
Segundo documentos, a ex-presidente teria acobertado criminosos iranianos envolvidos no atentado contra a Associação Mutual Israelita Argentina (Amia). O caso ainda precisará ser analisado pelo Senado. Cristina possui foro privilegiado, por ser senadora.
O magistrado Claudio Bonadio pediu que a senadora perca o foro para ser detida, segundo informou nesta quinta-feira (7) o jornal “Clarín”.

ristina Kirchner nega as acusações e diz que o governo de Mauricio Macri usa o Poder Judiciário para perseguir opositores.

Por ordens emitidas pelo juiz Bonadio, foram presos nesta quinta-feira antigos aliados de Kirchner. Carlos Zannini, secretário Legal e Técnico de Cristina, e o líder sindical Luis D’Elía, além de Jorge “Yussuf” Khalil, representante da comunidade muçulmana da Argentina, foram detidos por envolvimento suspeita de interferir nas investigações sobre o atentado, que deixou 85 mortos em 1994.

Comentários

Você está ouvindo

Cruzeiro FM 92,3 Mhz

A número 1 em jornalismo