Homem que se apresentava como pai de santo em Sorocaba é condenado por estupros

Publicado por departamento de Jornalismo Cruzeiro FM 92,3 em 04/08/2022

Foi expedido nesta quarta-feira (03) mandado de prisão contra o homem condenado a 136 anos em regime fechado pela prática de diversos estupros. A sentença contra o réu, que se intitulava pai de santo e estuprava mulheres em um terreiro de candomblé situado em Sorocaba, foi publicada nesta terça-feira. Segundo os autos, ele fez 12 vítimas.

Na denúncia, o promotor de Justiça Wellington dos Santos Veloso esclarece que os estupros foram cometidos mediante violência e grave ameaça, sem que as vítimas tivessem condições de oferecer resistência em razão da total submissão religiosa ao réu.

De acordo com os autos, o homem simulava incorporar uma entidade para convencer as vítimas a manter relações íntimas como forma de realizar um trabalho espiritual.

A sentença cita como testemunha um babalorixá credenciado regularmente na associação da religião de matriz africana. Segundo ele, o réu não tinha o mínimo de conhecimento do candomblé, acrescentando que inexiste na religião qualquer ritual envolvendo práticas sexuais.

Comentários

Continuar lendo

Você está ouvindo

Cruzeiro FM 92,3 Mhz

A número 1 em jornalismo