Polícia Civil pede prisão preventiva de procurador que agrediu procuradora-geral em Registro

Publicado por departamento de Jornalismo Cruzeiro FM 92,3 em 22/06/2022

A Polícia Civil de São Paulo pediu à Justiça nesta quarta-feira (22), a prisão preventiva do procurador Demétrius Oliveira de Macedo, que agrediu na segunda-feira (20) a procuradora-geral da Prefeitura de Registro, Gabriela Samadello Monteiro de Barros. O delegado Daniel Vaz Rocha, do 1º Distrito Policial de Registro, representou pela prisão do acusado na 1ª Vara Criminal da cidade.

De acordo com o despacho do delegado, o acusado “vem tendo sérios problemas de relacionamento com mulheres no ambiente de trabalho, sendo que, em liberdade, expõe a perigo a vida delas, e consequentemente, a ordem pública.”

O inquérito policial instaurado para apurar o caso reuniu fotos e vídeos da agressão, além de depoimento da procuradora-geral, para fundamentar o pedido de prisão preventiva.

O caso

Na última segunda-feira (20), a procuradora-geral da Prefeitura de Registro, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, foi agredida por um colega de trabalho dentro da Prefeitura de Registro, onde ambos atuam.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Demétrius Oliveira de Macedo aparece desferindo socos em Gabriela, que se encontra jogada no chão. A gravação mostra ainda que uma segunda funcionária é empurrada contra uma porta ao tentar conter o homem. Na gravação, é possível ouvir Macedo usando palavras de baixo calão contra a procuradora.

À Polícia Civil, a procuradora relatou que o suspeito estava, há alguns meses, tendo uma “atitude grosseira” com uma outra funcionária do setor, que procurou Gabriela para denunciar o comportamento “indevido” de Macedo.

Gabriela também teria observado que Demétrius, nos últimos meses, estava tendo um comportamento descortês, hostil, não conversava com ninguém e apenas se fechava na sua sala durante o horário do expediente.

Diante dos acontecimentos, somados ao fato de outra funcionária ter dito estar com “medo de trabalhar”, a procuradora entrou com uma proposta de procedimento administrativo disciplinar contra Macedo. Na segunda-feira, uma publicação do Diário Oficial do Município informou que uma comissão havia sido formada para apurar os fatos.

Foto: Procuradora-geral da Prefeitura de Registro-SP, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, após as agressões
Comentários

Você está ouvindo

Cruzeiro FM 92,3 Mhz

A número 1 em jornalismo