Editorial: A vitória em forma de bola (02/10/2020)

Publicado por departamento de Jornalismo Cruzeiro FM 92,3 em 02/10/2020

Depois de muito trabalho intenso e concentração única e exclusiva nos treinos individuais durante o período crítico da pandemia do novo coronavírus, o Esporte Clube São Bento renasceu.

As fortes emoções sentidas pelos torcedores e a resistência do técnico Edson Vieira que, junto à equipe do Azulão, fizeram com que na quarta-feira desta semana o clube sorocabano repercutisse, em altos brados, a expressão: São Bento está de volta à elite do Campeonato Paulista.

A emoção do torcedor, dos jogadores, da comissão técnica, diretores do Esporte Clube foi propagada pelas fortes palavras do narrador Nilson Duarte.

O brilho e a força contagiantes de tudo o que se esperava no jogo decisivo contra São Bernardo foi sentido pelas ondas do rádio, em especial, aqui, nos 92,3.

A Cruzeiro FM descredenciou qualquer outro veículo de comunicação ou plataforma digital para mostrar que, assim como o São Bento, o rádio ainda ferve.

Centenas de milhares de pessoas acompanharam de perto o trabalho da equipe de esportes da Cruzeiro FM que esteve em São Bernardo por dois dias seguidos por conta de um inesperado reflexo do tempo: a inversão térmica ocorrida na serra praiana alcançou o estádio 1º de Maio e cobriu as imagens do jogo que estava prestes a acabar com um denso nevoeiro.

A névoa obrigou a Federação Paulista de Futebol a suspender o jogo por um dia.

Com o coração atingido e o sangue azul e branco derramado, o torcedor teve de esperar mais um dia para, em 16 minutos da tarde seguinte, na quarta-feira, ouvir, pela Cruzeiro FM que São Bento conseguiu o tão almejado sonho de subir novamente à elite do futebol paulista.

O rádio esteve mais do que presente na vida das pessoas neste ano de 2020 e mostrou, para qualquer um que duvidasse, que as ondas do FM não pereceu durante a pandemia, pelo contrário, fortaleceu-se.

Todo o noticiário, todos os acontecimentos, com o poder do imediatismo que somente o rádio pode oferecer, foi justamente o salvaguarda da população durante o período sombrio pelo qual o mundo passou e ainda passa.

Tudo agora recomeça e o rádio continua, assim como o São Bento, que retorna ao lugar de onde nunca deveria ter saído, como muito bem disse Nilson Duarte no espocar da vitória beneditina.

Muitos de nós buscamos esse retorno e esse recomeço; muitos de nós vimos a Covid-19 levar pessoas queridas; a quarentena fez todos nós sofrermos pelo afastamento obrigatório e necessário de pessoas amadas.

Houve derrotas e vitórias e, nessa competição, o empate do jogo tinha mais valor.

A pandemia empatou muitas vidas, matou muitas esperanças e renovou o mundo.

E nesse paralelismo podemos dizer e afirmar em bom tom que a esperança continua, que a vida precisa continuar e que mudanças eram necessárias para que o mundo pudesse compreender a fraqueza da humanidade frente a um agente microscópico assustador e determinante entre a vida e a morte.

A Cruzeiro FM emplacou ao longo deste período a importância do rádio de fato na vida das pessoas e com toda a tecnologia de hoje pôde levar ao torcedor do São Bento a emoção da vitória.

Até mesmo o menos interessado pelo futebol acompanhou, com o rádio colocado ao ouvido, uma experiência sensacional evidenciada única e exclusivamente pelo rádio.

A Cruzeiro FM marca mais uma vez a história da população sorocabana e de toda a região, seja na transmissão desse importante jogo do São Bento como, principalmente, na informação precisa e necessária para orientar e ajudar cada um a superar a pandemia do novo coronavírus.

A vida continua, o São Bento continua e o rádio, mais do que nunca, necessário em cada lugar deste mundo, não importa a forma como se apresenta – nas ondas do rádio, nas plataformas da internet ou nos aplicativos -, mas ele sempre estará lá para fazer a diferença na vida das pessoas.

Parabéns ao São Bento e parabéns ao rádio que sobrevive e mantém sua perenidade.

Cruzeiro FM, número um em jornalismo!!!

Comentários

Você está ouvindo

Cruzeiro FM 92,3 Mhz

A número 1 em jornalismo